Propósito Maior: Um dos Pilares do Movimento Capitalismo Consciente

Gestão e Liderança

Há alguns dias, publiquei meu primeiro artigo sobre Capitalismo Consciente,a partir da leitura do livro Capitalismo Consciente – Como Libertar o EspíritoHeroico dos Negócios. Os autores são John Mackey e Raj Sisodia. Mackey é CEO da WholeFoods Market, líder mundial na venda de alimentos naturais, orgânicos e sem conservantes. Raj Sisodia é professor e pesquisador da Universidade Babson, tradicional escola de negócios dos Estados Unidos. Esse é, realmente, um livro inspirador, que me proporcionou muitos insights. Neste segundo artigo, vou me concentrar em um dos princípios deste movimento: o Propósito Maior.

Mas o que é propósito e o propósito maior?

É a nossa vocação profunda, o porquê nascemos, o nosso por quê.

“Comece com o porquê: As pessoas não compram o que você faz, elas compram porque você faz!” – Simon Sinek

Para a empresa, este é o motivo de sua existência, o que a torna única. 

Quando se fala em organizações exponenciais, sua declaração de propósito é aspiracional. Elas sonham alto, pensam grande e desejam transformar realidades.

Então: que diferença sua organização deseja fazer no mundo? 

Algumas organizações estão perdidas, tentando executar sua estratégia de maximização de resultados, e, no fim, esquecendo seu propósito maior. 

“A perfeição dos meios e a confusão dos fins parecem caracterizar nossa época.” –Albert Einstein

No livro, John Mackey cita Vitor Frankl em Um sentido para vida: “a felicidade não pode ser perseguida, mas resulta de uma vida com significado e propósito”. 

Sem considerar o propósito, e apenas visando maximizar ganhos, a organização pode ter bons resultados em curto prazo e até por mais tempo do que isto. Porém, em algum momento, uma das partes interessadas gerará feedbacks negativos, prejudicando assim os resultados de longo prazo. 

Se você ainda não assistiu à série ‘Na Rota do Dinheiro Sujo’, disponível na Netflix, assista. Ela traz alguns exemplos dos resultados de organizações que focaram somente no resultado em algum período de sua existência. Eu poderia citar muitos exemplos recentes de organizações que operam em nosso país, mas acho que isso poderia gerar alguma polêmica.

Dan Pink, em seu Motivação 3.0, afirma que colaboradores são mais felizes quando seu trabalho está alinhado ao seu propósito. Em Management 3.0 esta é uma das estratégias para melhorar a produtividade do time. Isto é: alinhar seus motivadores à tarefa que seus colaboradores executam na organização.

Bom, Belo, Verdadeiro e Heroico

Platão considerava os 3 ideais –  BomBeloVerdadeiro– como fim em si mesmos. No livro, John faz a seguinte relação:

  1. Bom: Servir aos outros – aprimorar a saúde, a educação, a comunicação e a qualidade de vida; 
  2. Belo: Excelência e criação da beleza;
  3. Verdadeiro: Descoberta e aprofundamento do conhecimento humano;
  4. E acrescenta o Heroico: Coragem de fazer o que é certo para mudar e melhorar o mundo.

Joan Melé em seu livro Dinheiro e Consciência: a quem serve meu Dinheiro, refere-se à Trimembração Social. Esse conceito foi desenvolvido pelo filósofo Rudolf Steiner no início do século XX, considerando que o equilíbrio social depende:

  • Da observação das necessidadesda vida. Todos precisamos de outros; nada realizamos sozinhos, e isso nos leva ao conceito da fraternidade; 
  • Da igualdade de direitos através da liberdade e autonomia nas relações sociais;
  • Das capacidadesúnicas e diferentes de cada ser humano, de nosso propósito.

Muitos consideram propósito um modismo e, desta forma, são um pouco céticos. Para ter sucesso, a empresa precisa trabalhar sistematicamente na implementação do propósito. Portanto, são muitas ações necessárias, resiliência e perseverança. Definir seu propósito de fato, e utilizá-lo somente como mais uma declaração fixada na parede ou na capa dos cadernos corporativos, não o tornará real. Por isso é preciso que todos vivam o propósito intensamente. Só assim seremos capazes de realmente mudar nossa realidade.

Você conhece o propósito maiorda organização em que atua? Entende como ele se relaciona com seu propósito de vida?

Leia mais conteúdos do blog!

Por que é importante a consciência sobre meus valores?

Propósito e comprometimento no desenvolvimento do novo perfil de liderança

Modelo de negócios e propósito: qual a relação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

CAPTCHA


Últimas Atualizações:

Menu